iPadDicas - Dicas, Tutorais, Jogos e Aplicativos do iPad http://ipaddicas.com O iPadDicas.com abrange uma série de assuntos relacionados ao gadget mais cobiçado do momento, o iPad. Aqui encontrarás dicas, reviews, tutoriais, truques, downloads e muito mais. Mon, 28 Jul 2014 14:23:13 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=3.9.1 iPhoto será descontinuado em breve, saiba o motivo desta decisão http://ipaddicas.com/noticias/iphoto-sera-descontinuado/ http://ipaddicas.com/noticias/iphoto-sera-descontinuado/#comments Mon, 28 Jul 2014 14:17:45 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21893 wwdc-ios8A Apple está mudando algumas coisinhas antes do lançamento oficial do iOS 8 e do OS X Yosemite, trata-se do iPhoto, o aplicativo de edições fotográficas que será descontinuado em breve. Quem é fã do aplicativo certamente ficará triste, já que serão descontinuadas as versões para iPad, iPhone e também Mac, a Apple não se […]]]> wwdc-ios8

A Apple está mudando algumas coisinhas antes do lançamento oficial do iOS 8 e do OS X Yosemite, trata-se do iPhoto, o aplicativo de edições fotográficas que será descontinuado em breve.

Quem é fã do aplicativo certamente ficará triste, já que serão descontinuadas as versões para iPad, iPhone e também Mac, a Apple não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas sabe-se que ela irá focar todo seu esforço no aplicativo Fotos.

Um só aplicativo para tudo, assim será o Fotos no iOS 8.

Tchau iPhoto!

O aplicativo iPhoto será descontinuado no iOS 8, quem assumirá seu lugar será o App Fotos que receberá novas ferramentas e se mostrará muito mais robusto que hoje em dia.

É uma boa e má notícia, tem muitos usuários que gostam do iPhoto e nem todos os recursos serão implementados no aplicativo Fotos, porém, a boa é que boa parte deles sim fará parte do App que daqui pra frente se encarregará de gerenciar toda a parte de imagens no iOS.

Edições um pouco limitadas

A parte realmente lamentável de tudo isso é que os usuários irão perder a possibilidade de criar apresentações de diapositivas, livros e cadernos de fotos como tinham no iPhoto, embora o Fotos possua algo de edição, ele certamente será mais limitado.

Melhora no aplicativo Fotos

Claro que com essa decisão a Apple irá focar seus esforços no aplicativo Fotos que deverá receber novos recursos de edição, com um bom número de características similares ao aplicativo iPhoto, com isso, podemos entender que manter os dois aplicativos não teria tanto sentido, ainda mais em uma empresa que sempre busca facilitar para o usuário e o fato de existir dois aplicativos de edição fotográfica causa certa confusão.

Sandbox

Com a chegada do iOS 8 teremos aplicativos que se comunicam entre si como nunca vimos no iOS, agora eles poderão enviar e receber arquivos entre si para realizar edições, sem gerar arquivos duplicados, graças à nova tecnologia Sandbox.

Acredito que com essa possibilidade a edição de fotos no iOS se tornará muito mais interessante, interativa e ágil, graças às inúmeras opções de aplicativos que temos na loja App Store.

Considerações Finais

Embora muitos gostem do iPhoto o fato da Apple simplificar é interessante, como blogueiro recebo muitos pedidos de ajuda dos usuários e por vezes os usuários estão sim confundidos com o fato de haver dois aplicativos da Apple para o gerenciamento de fotos.

Acredito que com a chegada do Sandbox tudo ficará mais simples e os usuários iniciantes irão trabalhar suas fotos com o Fotos, já os mais avançados enviarão suas fotos para outros aplicativos para realizar suas edições e desfrutar desta conexão entre aplicativos que nunca tivemos.

Você usa o iPhoto? Sentirá saudades?

Grande abraço, até já.

]]>
http://ipaddicas.com/noticias/iphoto-sera-descontinuado/feed/ 8
Resenha: POU, o bichinho virtual que está dominando a App Store. http://ipaddicas.com/jogos/pou-o-bichinho-virtual-para-ipad-iphone/ http://ipaddicas.com/jogos/pou-o-bichinho-virtual-para-ipad-iphone/#comments Thu, 24 Jul 2014 11:00:30 +0000 http://ipaddicas.com/?p=16990 pou-ipadHoje vou falar sobre um jogo que há muito tempo se instalou no primeiro lugar entre os mais baixados da App Store brasileira (e de quase todo o mundo) e não saiu mais, o aplicativo é um jogo chamado Pou, tentarei abrir um debate para que todos entendamos o motivo do tremendo sucesso deste jogo. […]]]> pou-ipad

Hoje vou falar sobre um jogo que há muito tempo se instalou no primeiro lugar entre os mais baixados da App Store brasileira (e de quase todo o mundo) e não saiu mais, o aplicativo é um jogo chamado Pou, tentarei abrir um debate para que todos entendamos o motivo do tremendo sucesso deste jogo.

O Pou para quem não sabe é um bichinho virtual, bem no estilo Tamagotchi, onde seu objetivo será alimentar, divertir, brincar, dar banho, remédios, etc. Funciona no mesmo esquema, porém, totalmente melhorado em razão do avanço da tecnologia.

Mas o que faz tantas crianças, jovens e adultos criarem um amiguinho virtual nos dias de hoje?

Pou
Pou (AppStore Link) Desenvolvedor: Paul Salameh
Compatibilidade: [iPhone] [iPad]
Categoria: Jogos › Família
Preço: USD 1.99

A descrição do jogo na App Store começa com desafiar-nos:

- Já pensou como irá personalizar seu POU?
- Tens o que realmente se necessita para adotar um mascote alienígena?

E o jogo é bem assim mesmo, você deverá estar preparado para cuidar de seu bichinho virtual, ele lhe dará trabalho e você não poderá abandoná-lo. Pense bem antes de incluir em suas tarefas diárias tudo aquilo que um ‘bebê virtual’ pode necessitar, incluindo carinho.

Entre as tarefas básicas que um ‘papai de POU’ deve cuidar diariamente estão:

  • Alimentação;
  • Banho;
  • Diversão;
  • Acompanhar seu crescimento;

Mas quem pensa que isso está muito chato prepare-se, você está diante de um dos jogos mais completos de toda a loja de aplicativos da Apple, o POU inclui dezenas de micro-jogos internos, tudo para que você possa se divertir enquanto seu bebê virtual cresce.

O POU permite centenas de personalizações e itens que você pode adquirir com moedas virtuais (jogando para obtê-las) ou comprando com crédito de verdade. Você poderá personalizar seu bichinho virtual em vários níveis, como fundo de tela, a aparência dele, incluir acessórios, trocar as roupas, chapéus, óculos. Tudo para que você tenha a experiência mais pessoal possível com seu animalzinho virtual.

Mas afinal o que atrai tanto a atenção neste jogo?

Acredito que todos temos algo de “criança” por dentro, tomar conta de um animal virtual que cresce, cria sua personalidade, que se diverte brincando conosco, pode ser um excelente investimento de tempo depois de uma jornada cansativa de trabalho. O POU é carismático, ele adora brincar, adora quando você lhe dá um doce ou joga com ele, além de tudo, você poderá fazer outros amigos POU e visitá-los virtualmente.

O jogo em sí é bastante inesperado, ninguém pode dizer que seguirá o mesmo caminho pois não existe nenhum POU repetido, tudo irá mudar de acordo com o seu cuidado e sua personalização. Você iniciará com 5000 moedas e dali pra frente deverá jogar bastante para não precisar injetar dinheiro e seguir avançando.

Um POU é medido por níveis, ao passar o tempo seu POU irá ficar mais velho, mais experiente e tudo isso conta como experiência positiva de jogo.

POU para iPad

Imagens do jogo POU para iPad

Os gráficos são muito básicos, e isso é o que mais me surpreende, somente basta uma boa ideia na App Store para que um aplicativo seja sucesso. Este, nem mesmo foi original, uma fórmula de sucesso dos anos 90 que voltou com tudo em dispositivos móveis como o iPad, o iPhone e tantos smartphones Android.

Durante o jogo:
Sua experiência será única, depende de como você lhe trate ao POU ele se adaptará com um tipo de comida, ele pode chegar a gostar de todo tipo de comida gordurosa, como hambúrguer, sorvete, batata-frita, mas também pode muito bem se adaptar a comer frutas, como laranjas e cerejas. Caso você tente dar uma comida que ele não gosta, ele certamente irá rejeitá-la.

Depois de alimentá-lo o POU ficará sujo, é a hora do banho, você deverá esfregá-lo com sabão para poder deixá-lo limpinho novamente, e seguir a vida, brincando, divertindo, entretendo e jogando.

O jogo vai muito mais além, em caso de que seu bichinho virtual fique doente, como por exemplo, um resfriado, você deverá comprar remédio para ele. Tudo isso terá um custo, com dinheiro virtual ou se você não for muito esforçado, com dinheiro de verdade.

Acredito que o grande diferencial do POU seja a grande coleção de jogos que ele inclui, os desenvolvedores planejaram essa necessidade de diversão e decidiram caprichar. Tem de tudo, de combinar, de saltar, tic-tac-toe, não deixaram escapar nada. Mas os jogos não são somente para brincar, é neles que você conseguirá pontos extras e coletar moedas. Estas moedas servirão mais tarde para comprar comida, jogos, brinquedos, roupas e outros dos tantos artigos que há em venda.

O segredo do POU é jogar muito, dessa forma você não precisará mexer no bolso e pagar nada com cartão de crédito de verdade.

Para que o jogo siga um crescimento e você se sinta motivado de continuar, existem muitos objetos que somente são desbloqueados após um determinado nível, e também tem a melhor parte, a experiência online que permite que você se encontre com outros POU.

Vídeo ‘por dentro do jogo’

* Assista o vídeo do Pou no YouTube

Considerações Finais

O fato de você poder se encontrar com outros jogadores online é muito divertido, desafiar outros em jogos, existem muitas formas de se divertir jogando este game.

O POU, o Tamagotchi da atualidade é realmente um investimento que vale a pena, você se divertirá e poderá passar o tempo com seu iPad, sem que a chatice ou a mesmice lhe consuma.

Debate:

  • Já jogou este game (POU)?
  • Gosta deste estilo?

Por agora é só, até já.

]]>
http://ipaddicas.com/jogos/pou-o-bichinho-virtual-para-ipad-iphone/feed/ 20
Resultados financeiros da Apple no terceiro trimestre do ano fiscal 2014 (Q3 FY2014) http://ipaddicas.com/noticias/resultados-financeiros-apple-q3-fy2014/ http://ipaddicas.com/noticias/resultados-financeiros-apple-q3-fy2014/#comments Wed, 23 Jul 2014 15:09:35 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21884 nasdaq-appleComo planejado, a Apple apresentou no dia de ontem os resultados dos terceiro trimestre do ano fiscal 2014, também chamado de Q3 FY2014. Foram nada menos que 37,43 bilhões em receitas, um lucro líquido de 7,7 bilhões de dólares e vendas de 35,2 milhões de iPhones, 13,3 milhões de iPads, 4,4 milhões de Macs e […]]]> nasdaq-apple

Como planejado, a Apple apresentou no dia de ontem os resultados dos terceiro trimestre do ano fiscal 2014, também chamado de Q3 FY2014. Foram nada menos que 37,43 bilhões em receitas, um lucro líquido de 7,7 bilhões de dólares e vendas de 35,2 milhões de iPhones, 13,3 milhões de iPads, 4,4 milhões de Macs e 2,9 milhões de iPods.

Embora muitos analistas tenham previsto uma performance superior, temos que deixar claro que chutar dados é bastante fácil e que a Apple mais uma vez “bateu recordes”, mostrando que a vida financeira da empresa vai muito bem, obrigado.

Receitas / Lucro Líquido Q3

lucro
Quando falamos em números, a Apple vendeu muito bem este trimestre, foram:

  • 35,2 milhões de iPhones;
  • 13,3 milhões de iPads;
  • 4,4 milhões de Macs;
  • 2,9 milhões de iPods;

Vendeu bem até mesmo iPods, que muitos analistas dizem há tempos que é um produto morto. As cifras são bastante interessantes praticamente à altura do “chutômetro” dos analistas, que para virar notícia exageram na dose de otimismo.

Vendas por dispositivo Q3

dispositivos
Vamos falar de vendas de cada um dos dispositivos da empresa, em primeiro lugar de nosso querido iPad que “em números” teve uma queda de 9%. Se pensarmos nessa queda, o iPad está correndo riscos? Claro que não, o iPad é líder de mercado e detém praticamente 70% do mercado dos tablets.

O iPhone por outro lado, continua batendo recordes, teve um acréscimo de 13% nas vendas, algo que tem uma relação muito grande com as vendas na China.

Falando em China, os mercados ao redor do mundo tem colaborado muito com a Apple, vemos um forte crescimento nas vendas no Oriente Médio e Índia, além de claro, China. Isso é bastante interessante para poder comparar com a concorrência que oferece opções mais baratas para estes mercados, além das versões top de linha.

A Samsung por exemplo, sofreu com uma queda nas vendas dos aparelhos top de linha, como o S5 e o Note 3, nestes mercados emergentes.

Os computadores Mac mantém sua curva de vendas bem estável, sobretudo nos EUA, Canadá, México, Inglaterra e França, com bom destaque ao Macbook Air, que é de longe o aparelho mais vendido.

Apesar de alguns analistas terem exagerado em suas previsões, o terceiro trimestre fiscal do ano 2014 cumpriu as expectativas da empresa, com números que podem ser considerados normais para este período do ano, temos que compreender que com a eminente chegada de novos modelos em setembro (iPhone) e outubro (iPads) as vendas nessa época do ano desaceleram.

Vale lembrar que a Apple adquiriu 29 empresas neste período, incluindo a Beats, também assinou um contrato empresarial com a IBM, que pode potencializar muito a chegada da Apple ao mercado corporativo.

Assim, a margem bruta ficou em 39,4%, comparada com 36,9% do mesmo período do ano anterior, as vendas internacionais vem melhorando muito e hoje representam 59% de todas as receitas da empresa.

Resumão dos números:

  • Receitas de 45,6 bilhões de dólares;
  • Lucro líquido de 7,7 bilhões;
  • 35,2 milhões de iPhones vendidos;
  • 13,3 milhões de iPads vendidos;
  • 2,9 milhões de iPods vendidos;
  • 4,4 milhões de Macs vendidos;

É isso pessoal, a vida financeira da Apple vai de vento em popa, agora nos resta esperar os resultados do próximo trimestre que realmente é o mais interessante do ano, com novos lançamentos durante o período.

Grande abraço, até já.

]]>
http://ipaddicas.com/noticias/resultados-financeiros-apple-q3-fy2014/feed/ 0
Netflix da Apple TV foi atualizado com interessante novidade http://ipaddicas.com/apple-tv/netflix-apple-tv-atualizado/ http://ipaddicas.com/apple-tv/netflix-apple-tv-atualizado/#comments Tue, 22 Jul 2014 15:12:57 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21881 apple-tvBoas novas para quem adora assistir séries em sua Apple TV e é assinante do conveniente serviço de streaming Netflix, a empresa lançou uma atualização que adiciona a função de reprodução automática do próximo capítulo da série que está sendo assistida. Esta simples, porém muito útil novidade já está disponível e será atualizada em sua […]]]> apple-tv

Boas novas para quem adora assistir séries em sua Apple TV e é assinante do conveniente serviço de streaming Netflix, a empresa lançou uma atualização que adiciona a função de reprodução automática do próximo capítulo da série que está sendo assistida.

Esta simples, porém muito útil novidade já está disponível e será atualizada em sua Apple TV de forma automática, este recurso já estava funcionando corretamente no aplicativo para iPad e iPhone, como também em outros dispositivos de streaming, como o Xbox.

Como fã de séries e forte utilizador do Netflix, sempre me perguntava o motivo desta distinção entre os aplicativos, por vezes assisto séries na sala (com o Xbox), mas na maioria das vezes vejo no quarto pela Apple TV.

Devo confessar que a interface do aplicativo Netflix do Xbox é bastante superior à da Apple TV, mas acredito que com o tempo o aplicativo na caixinha preta será melhorado, prova disto é esta pequena atualização que nos facilitará muito a partir de agora.

Debate:

  • Você costuma assistir Netflix pela Apple TV?

Até já.

]]>
http://ipaddicas.com/apple-tv/netflix-apple-tv-atualizado/feed/ 15
Apple confirma a oitava edição do iTunes Festival em Londres http://ipaddicas.com/noticias/oitava-edicao-itunes-festival-em-londres-2014/ http://ipaddicas.com/noticias/oitava-edicao-itunes-festival-em-londres-2014/#comments Mon, 21 Jul 2014 14:26:10 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21876 roundhouseEste ano teremos duas edições do iTunes Festival, depois da primeira realizada em março deste ano nos Estados Unidos, a Apple confirmou no dia de hoje que a oitava edição do evento voltará a Londres, será realizado no mês de setembro e contará com importantes artistas como Beck e Marron 5. O iTunes Festival é […]]]> roundhouse

Este ano teremos duas edições do iTunes Festival, depois da primeira realizada em março deste ano nos Estados Unidos, a Apple confirmou no dia de hoje que a oitava edição do evento voltará a Londres, será realizado no mês de setembro e contará com importantes artistas como Beck e Marron 5.

O iTunes Festival é um evento de música realizado anualmente durante 30 noites, todo o evento pode ser acompanhado ao vivo pelos dispositivos da Apple, como iPad, iPhone, iPod e Apple TV, também no computador utilizando o programa iTunes.

O local do evento será o The Roudhouse em Londres, um importante teatro da capital inglesa.

iTunes Festival – Londres 2014

itunes-festival-london-2014
Serão 30 noites de espetáculos de diversos artistas internacionais de grande qualidade, entre eles os famosos Maroon 5, Pharrell Williams, Beck, David Guetta, Calvin Harris e muitos outros.

Eddy Cue, vice-presidente senir de Software e Serviços de Internet da Apple comentou:

O iTunes Festival está de volta à Londres com outra impressionante coleção de artistas internacionais e novas atrações. Estes shows ao vivo capturam o coração e a alma do iTunes, é um enorme prazer levar nossos clientes ao Roundhouse, como também, chegar à casa de cada um deles de forma gratuita.

História do iTunes Festival

Desde a primeira edição do iTunes Festival, realizada em 2007 no Instituto de Arte Contemporânea de Londres, mais de 430 artistas já atuaram para mais de 400.000 espectadores, sem contar os milhões de espectadores que acompanham o evento ao vivo pelos dispositivos da maçã.

Entre os principais artistas que subiram ao palco do iTunes Festival estão:

  • Adele;
  • Coldplay;
  • Elton John;
  • Foo Fighters;
  • Justin Timberlake;
  • Kings of Leon;
  • Lady Gaga;
  • Katy Perry;
  • Muse;
  • Sir Paul McCartney;

Para confirmar mais uma vez, o evento será transmitido diariamente e ao vivo pela internet, todo usuário de iOS poderá acompanhar em seu iPad, iPhone, iPod touch ou Apple TV, como também poderão visualizar pelo computador utilizando o iTunes.

As entradas para o evento em Londres são gratuitas e podem ser conseguidas no programa iTunes em um sistema de sorteio tipo loteria.

Faltam apenas 40 dias para o início do festival musical mais importante do ano, o iTunes Festival iniciará no dia 1º de setembro de 2014.

Mais informação sobre o evento você encontra no site oficial iTunes Festival 2014.

Grande abraço, até já.

]]>
http://ipaddicas.com/noticias/oitava-edicao-itunes-festival-em-londres-2014/feed/ 1
Como calcular os ciclos de carga da bateria do iPad e iPhone http://ipaddicas.com/dicas/ciclos-de-carga-bateria-ipad-iphone/ http://ipaddicas.com/dicas/ciclos-de-carga-bateria-ipad-iphone/#comments Sat, 19 Jul 2014 17:12:23 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21865 bateria-ios7Todos sabemos que a bateria do iPad, iPhone e iPod touch não é infinita, ela possui uma quantidade X de ciclos de carga que aguenta até precisar ser trocada. Você já parou para pensar quantas vezes recarrega seu iPad ou iPhone por mês? Ou por ano? Se precisássemos contar certamente nos perderíamos a conta, mas […]]]> bateria-ios7

Todos sabemos que a bateria do iPad, iPhone e iPod touch não é infinita, ela possui uma quantidade X de ciclos de carga que aguenta até precisar ser trocada.

Você já parou para pensar quantas vezes recarrega seu iPad ou iPhone por mês? Ou por ano? Se precisássemos contar certamente nos perderíamos a conta, mas não se preocupe pois o dispositivo realiza essa contagem, hoje vamos lhe mostrar como encontrar esse número.

Ciclos de carga

O que conhecemos por ciclo de carga ou ciclo de bateria é a quantidade de vezes que a bateria do aparelho foi carregada totalmente e gastada até o final.

Todos sabemos que estas baterias não são imortais e uma hora deixarão de funcionar, irão “morrendo” com o tempo, cada vez durando menos.

É por esta razão que muitos usuários de dispositivos mais antigos, como um iPhone 4S por exemplo, acham que uma nova atualização do iOS “faz a bateria durar menos”, quando na verdade eles ficaram mais curiosos com as novidades do sistema, e claro, a bateria de um aparelho com 3 anos já está com seus dias contados.

Quantos ciclos meu dispositivo deveria aguentar?

  • iPad: 1000;
  • iPhone: 500;

A Apple explica…

Na seção Baterias de íon de lítio a maçã nos explica como são fabricadas estas baterias, nos informa alguns cuidados básicos e inclusive nos conta o que é um ciclo de carga.

Em seu site oficial a Apple indica que os usuários do Brasil deverão ligar para 0800 772 3126 quando a bateria de seus dispositivos precisarem de troca, pois ela é a única que se encarrega da reciclagem e a correta forma de descartar estas baterias para evitar a contaminação do meio ambiente.

O ciclo de carga inclui “utilizar toda a capacidade da bateria”, isso não quer dizer que tenha de ser feito em somente uma carga, você pode carregar por partes sem problema algum:

Por exemplo, você pode ouvir o seu iPod por algumas horas um dia, usando metade da sua carga, e então recarregá-lo totalmente. Se você fizer a mesma coisa no dia seguinte, isto contaria como um ciclo de carga, em vez de dois, deste modo você pode demorar vários dias para completar um ciclo. Cada vez que você completa um ciclo de carga, isto diminui ligeiramente a capacidade da bateria, mas você pode passar através de vários ciclos de carga da bateria do seu notebook, iPod, iPhone e iPad antes que retenham apenas 80% da sua capacidade original. - Site oficial Apple

Podemos compreender assim que com o passar do tempo as baterias irão reter cada vez menos carga, ou seja, é natural com com dois ou três anos a bateria de seu iPhone ou iPad dure cada vez menos.

Como saber os ciclos de carga?

Para encontrar qual é o estado atual da bateria de nossos iPads e iPhones temos várias opções, a maioria delas é feita com dispositivos com Jailbreak, mas como nossos visitantes sabem não apoiamos o desbloqueio do aparelho.

Por esta razão, quero recomendar um programa de computador chamado iBackupBot que funciona tanto em PC quanto em Macs. Ele tem muitas funcionalidades, porém vamos nos centrar somente na identificação da quantidade de ciclos de carga que a bateria do dispositivo já completou.

Para isso, vamos baixar o instalador do site oficial e logo conectar o dispositivo via cabo USB em nosso computador, segue o passo-a-passo:

  • Acesse e baixe o instalador correspondente a seu sistema operacional;
  • Após abrir o programa iBackupBot em seu PC ou Mac clique no nome de seu dispositivo na lista do lado esquerdo;
  • Toque agora no lado direito na opção “More Information” (mais informação);

botao-mais-informacao

  • Uma janela será aberta e encontraremos a informação que buscamos.

quantidade-ciclos-bateria-iphone

É isso pessoal, a Apple informa em seu site oficial que um iPad aguenta até 1000 ciclos de carga, após isso a bateria já não irá reter nem mesmo 80% de sua capacidade. Já a bateria do iPhone aguenta somente 500 ciclos de carga.

A troca da bateria será uma opção do usuário, conforme explica a empresa, de acordo com sua exigência.

O que fazer se a bateria não dura mais?>

Ao notar que a bateria de seu dispositivo já não retém carga, eu indicaria a compra de um novo aparelho.

Meu iPhone por exemplo, tem 935 ciclos de carga no momento desta publicação, ele é um iPhone 4S e será trocado agora em agosto, aproveitarei uma viagem ao exterior para economizar na compra do novo celular.

Já tenho quase o dobro da quantidade de ciclos que a Apple indica como “80%” da capacidade de retenção de carga, a verdade é que nessa altura do campeonato dificilmente a bateria do guerreiro 4S chega com vida as 2 horas da tarde. Ele praticamente vive conectado num carregador e só sai da carga quando estou “na rua”.

Foram 3 anos em que ele me atendeu em todos os sentidos, já está velhinho e é hora de atualizar por um modelo mais rápido. Já se pagou, já tirei o máximo proveito dele.

Debate:

  • E você? Quantos ciclos já fez em seu dispositivo? Qual o modelo?

Grande abraço, até já.

]]>
http://ipaddicas.com/dicas/ciclos-de-carga-bateria-ipad-iphone/feed/ 27
[opinião] Grátis, Pago ou Freemium, qual o modelo mais vantajoso para o usuário? http://ipaddicas.com/noticias/gratis-pago-freemium-qual-modelo-mais-vantajoso/ http://ipaddicas.com/noticias/gratis-pago-freemium-qual-modelo-mais-vantajoso/#comments Thu, 17 Jul 2014 15:56:53 +0000 http://ipaddicas.com/?p=21856 gratis-pero-no-muchoO modelo de pagamento “freemium” foi introduzido na App Store em 2009, de lá para cá muita coisa mudou no comportamento tanto de desenvolvedores quanto de usuários. Para entender esta mudança, falarei sobre as modalidades de pagamento de aplicativos e jogos da App Store, fazendo um comparativo entre eles e apontando no final o que […]]]> gratis-pero-no-mucho

O modelo de pagamento “freemium” foi introduzido na App Store em 2009, de lá para cá muita coisa mudou no comportamento tanto de desenvolvedores quanto de usuários.

Para entender esta mudança, falarei sobre as modalidades de pagamento de aplicativos e jogos da App Store, fazendo um comparativo entre eles e apontando no final o que em minha opinião trata-se do modelo mais conveniente para o usuário.

Em um mundo capitalista onde nada é gratuito, qual é a modalidade mais conveniente?

Aplicativos Grátis

gameover-flappy-bird
Para começar vamos falar do modelo que é mais chamativo a primeira vista para o usuário, o “grátis”. Vivemos em um mundo capitalista e temos que entender que ninguém neste mundo trabalha gratuitamente, por X ou Y motivo um aplicativo pode ser disponibilizado gratuitamente na App Store.

Não pense que o desenvolvedor é “bonzinho”, saiba que a maioria destes aplicativos estão focados em dois tipos de monetização:

  • Coleta de dados pessoais;
  • Exibição de publicidade;

No melhor dos casos, o aplicativo gratuito terá em sua interface alguns banners de publicidade que quando visualizados ou tocados irão gerar algum tipo de renda para o desenvolvedor.

Mas, não podemos ignorar o importante detalhe de que boa parte dos aplicativos gratuitos foram desenvolvidos única e exclusivamente para conseguir algo muito valioso: seus dados.

Ter um contato é de um valor inestimável para uma empresa, ao aceitar as condições de uso e privacidade de um aplicativo baixado na App Store, muitas vezes você está aceitando que seus dados poderão ser fornecidos a terceiros, seja para a veiculação posterior de publicidade (e-mail marketing), como também para outras modalidades de intervenção.

Android vs iOS:
Um argumento falho mas muito utilizado entre os usuários de Android é que no iOS tudo é pago, uma grande besteira pois como usuários de iOS sabemos muito bem que existe na loja uma imensa variedade de aplicativos gratuitos, outros freemium e finalmente excelentes opções em pagos.

Não devemos confundir aplicativos “grátis” com aplicativos “freemium”, que vamos comentar abaixo.

Aplicativos Freemium

Freemium é o modelo de pagamento que vem se demonstrando o mais eficaz da App Store, não deixe-se enganar pensando que estes aplicativos são gratuitos, eles são “grátis para baixar”, mas para obter todas as funcionalidades você deverá desembolsar dinheiro de verdade e a brincadeira pode se tornar cara.

Os usuários de iOS reclamavam tanto de ter de pagar por um aplicativo que a Apple introduziu em sua loja (2009) a modalidade freemium, onde você pode baixar um aplicativo com funcionalidades limitadas e mais tarde expandir suas funções com pequenos pagamentos.

Nós usuários perdemos a oportunidade de “ficar calados”.

Agora, os aplicativos freemium se tornaram os mais rentáveis para os desenvolvedores, praticamente todos os aplicativos e jogos estão migrando para essa modalidade, hoje em dia quase não existem mais aplicativos “gratuitos de verdade”, nem mesmo os que exibem banners se contentam com isto, o mínimo que eles vendem dentro do aplicativo é o pacote “banner free”, para retirar as publicidades.

Volto a falar de “mundo capitalista” e é verdade, todos dentro do capitalismo devemos ganhar para fazer a máquina girar, mas o assunto principal deste artigo de opinião é encontrar “a modalidade de pagamento mais conveniente para o usuário” e finalmente vejo o Freemium como sendo o mais desvantajoso.

A desvantagem no caso é que você nunca terá um aplicativo ou jogo completo.

Com aplicativos “freemium” você deverá pagar e pagar e pagar, é um ciclo vicioso, é a fórmula mágica para que os desenvolvedores continuem faturando com o passar do tempo.

Os jogos grátis oferecem pouca rentabilidade imediata, os banners que geralmente são pouco clicados somam migalhas que no final do mês podem render U$1000 ou até U$2000, mas sejamos francos, nenhum desenvolvedor independente deseja viver disto.

Os Apps Pagos são cobrados somente uma vez, sem embargo o usuário deseja atualizações, o que significa “trabalho sem retorno”, o esforço de venda foi feito uma vez e agora este usuário deixa de ser interessante para o desenvolvedor.

A modalidade de pagamento “Freemium” tem se tornado cada dia mais popular, ela mexe com o psicológico do usuário, neste formato o conteúdo dos jogos mudou, eles estão sendo desenvolvidos para gerar vício, deixar o usuário em uma “esquina de bico”, onde para seguir avançando no “jogo tão legal” ele precisa pagar!

No freemium o usuário paga com dinheiro real, por vidas virtuais, por trapaças, para obter vantagem sobre outros jogadores.

O ser humano é competitivo e você certamente pagará para “chegar mais longe que seu amigo no Candy Crush”, por mais que a maioria negue, pagar para chegar mais longe no “jogo da moda” não custa nada, desde que surpreenda seu amigo que lhe dirá “Fase 180? Nossa estou há duas semanas tentando passar da 120, como você passou desta?”.

Enfim, os aplicativos freemium caíram no gosto popular dos usuários num princípio, mas depois de sentir o gosto amargo do “pagar para avançar”, hoje o debate está aberto, qual é o modelo mais conveniente?

Finalmente, para fechar esta parte dos aplicativos freemium, quero comentar que hoje na App Store, “grátis” tem se tornado sinônimo de “vai sair caro” e os usuários estão começando a reclamar.

Aplicativos Pagos

ea-arts-games
Quero esclarecer a partir de agora que em minha opinião esta é a modalidade mais justa para ambos lados, tanto para os usuários que irão “receber” por aquilo que pagam, como para os desenvolvedores que irão “receber” pelo trabalho realizado.

O câncer da modalidade freemium é o “olho gordo” dos desenvolvedores, viram naquela nova modalidade um poço sem fundo onde poderiam colher baldes e baldes de dinheiro, assustaram os usuários que agora clamam pela volta dos aplicativos “pagos”.

Como assim, agora os usuários querem aplicativos pagos? Sim, é isto mesmo, aqueles que sempre reclamaram de ter de pagar por algo estão convencidos que “grátis” é sinônimo de “vai custar caro”, então, a mentalidade muda e se chega a conclusão que é melhor pagar uma só vez por algo completo, por aquilo que lhe prometeram, do que ter de injetar dinheiro o tempo todo por algo que “nunca será seu”.

Os aplicativos pagos estão perto da extinção, poderão se tornar bicho raro em pouco tempo, mas não se desespere pois a tendência nos indica que no momento em que quase ninguém consiga encontrar um App “pago” na App Store, uma revolução irá tomar conta da loja e eles voltarão com força total.

Muito provavelmente os preços irão aumentar, estou convencido disto já que antes da moda freemium um App completo custava em torno de 2 dólares, quando se tornaram freemium muitos passaram a custar 10 dólares até desbloquear todas as funções, sem falar dos aplicativos “paymium” ou híbridos.

Paymium ou Híbridos?
Sim, “paymium” são aqueles aplicativos híbridos onde você paga uma quantia para baixá-lo, digamos 99 centavos mas ainda precisará pagar uma considerável quantia para ir desbloqueando funções, ele é uma espécie de aplicativo bipolar, em um momento pago, outro freemium e o usuário é quem sofre no bolso.

Números a considerar

porcentagem-freemium

  • 92% da renda gerada na App Store provém de aplicativos “freemium”;
  • 11% dos aplicativos da App Store são “freemium”;
  • Os “freemium” mais populares da App Store chegam a render U$500.000 / dia;
  • 2% dos aplicativos da App Store são “paymium”;
  • 36% dos aplicativos da App Store são “pagos”;
  • Os aplicativos pagos geram somente 4% das receitas da App Store;
  • 90% dos jogos são freemium;
  • 99% das revistas são freemium;
  • 70% dos aplicativos de “produtividade” são pagos;

Considerações Finais

Espero que os dados levantados neste artigo possam lhe ajudar a entender que no mundo dos aplicativos o velho ditado: “o barato sai caro” encaixa perfeitamente.

Quando procuramos um aplicativo, normalmente vamos para a seção de aplicativos gratuitos, onde encontramos os freemium ou grátis, limitados por natureza, baixamos e mais tarde reclamamos que não “são tudo aquilo”, mas é evidente já que por sua forma de monetização não pode entregar todas as funções.

Quando pensamos em aplicativos pagos, existem Apps incríveis por 5, 10 ou até 20 dólares, o número nos assusta, não compramos, e consequentemente ficamos com um tablet ou smartphone incompletos.

Grande exemplo são os aplicativos de GPS, custam em média 30 dólares e posso lhes contar que 99% dos usuários que me perguntam esse tipo de App me pedem opções grátis. Grátis? Waze!

Waze é bom? É, mas não é excelente! Bom mesmo é o Sygic, por exemplo, ou o Tom Tom, Apps que você paga seu preço, mas obtém um benefício “que não tem preço”. Utilizei o Sygic durante meses que viajei pela Europa, funciona de forma esplêndida, tanto para viagens de carro, quanto a pé ou utilizando o serviço de transporte público.

Enfim, é um ponto que todos temos que repensar, já que investimos um dinheirão em um tablet para no final das contas colocar nele somente opções limitadas.

Se você quer realmente aproveitar seu tablet ao 100 por 100, pode tirar o caranguejo do bolso!

Debate:

  • Qual é o tipo de aplicativo que você mais baixa? Pago, Freemium ou Grátis?
  • Qual é sua modalidade preferida?
  • Quanto gasta em média na App Store por mês?

Grande abraço, obrigado pela participação!

Dados extraídos do site Dancounsell.com
]]>
http://ipaddicas.com/noticias/gratis-pago-freemium-qual-modelo-mais-vantajoso/feed/ 14